Todo dia um novo “eu”

O que dizer sobre o tempo?

O tempo engole a dor, o tempo transforma o amor, o tempo muda quem somos, translada nossos passos, nos arrebata por inteiro para outras dimensões existenciais (ou não).

É fato que ninguém, uma vez nascido nesse mundo, jamais deixará de existir, independente da dimensão que ocupar. Poderia até voltar ao passado, antes da sua formação, não há como desfazer o que já foi gravado nas tramas do tempo.

Assim como somos temporais, nossa essência também sofre mutações. Ontem eu era totalmente melancólico, há 5 anos atrás totalmente frio, há 10 com depressão quase suicida e a 15 totalmente infantil. Em cada fase eu não via meus passos na próxima realidade, na próxima versão de mim. Me imaginava de um jeito e praticamente nunca atingi minhas cognições. Isso me deixa feliz, pois tenho me esforçado para ser o melhor que posso ser enquanto minha mente e meu entendimento são renovados constantemente, ampliando minha percepção dessa miserável e terrena existência. A parte triste é ver, ainda que tenha-se evoluído tanto, cometo os erros mais brutais que meus “eus passados” mais abominavam.

Somos eternas versões de nossas próprias pessoas. Um upgrade a cada dia, porém, novos caminho a cada dia também.

Publicado no Medium por Emperor, Feb 7, 2018.
Posted on Temporizador: 7 February 2018

Designer Cristão escrevendo sobre sua relação com o Reino, Branding, Criatividade, Negócios, Design e Tipografia. Conta alt. @LostEmpire

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store